O mundo está passando por mudanças, principalmente no comportamento do consumidor. O importante nesse momento é enxergar as mudanças e se adaptar a elas, antes que isso nos prejudique de verdade. 

Na física, resiliência é a capacidade de certos materiais de voltar ao seu estado natural, após passar por alguma deformação. Da mesma forma, o ser humano tem a capacidade de passar por mudanças e voltar ao seu estado natural. Apesar de afetados, isso não precisa nos prejudicar. Separamos algumas dicas:

Continue perto e invista em relacionamento.

Aumente a presença nas redes sociais. Esse não é momento de vender, mas de mostrar empatia e buscar formas de ajudar de verdade os seus clientes. Não seja negativo e não faça o assunto girar em torno de “dicas para se cuidar”, “como lavar as mãos” e etc. Converse, saiba ouvir, não se limite a falar. Por muito tempo, marcas eram acostumadas a apenas falar e esse costume ainda continua nas redes sociais. Não use as suas redes sociais apenas para mostrar ofertas de produto, crie relacionamentos e engaje o seu público.

Saiba quem é e entenda o seu cliente

Agora mais do que nunca é importante saber de verdade quem ele é. Não pense que “cliente é qualquer um que compra”, entenda qual o perfil de pessoas que compra. Se você trabalha para outras empresas, saiba quais ações eles estão fazendo e quais as estratégias que eles estão usando pra manter a empresa funcionando.

Consumidores procuram marcas que estão dispostas a ajudar

Entenda como você pode colaborar na atual situação. Nem todo mundo consegue produzir alcool gel, máscaras ou respiradores, mas toda empresa pode ajudar o seu cliente. 

Muitas empresas se concentram tanto em um produto ou serviço que esquecem da solução. 

Vá além, entenda como o seu produto ou serviço ajuda pessoas. E se a sua empresa não consegue operar da forma como fazia antes, saiba como ela pode entregar valor sem vender o produto.

Mostre empatia

Ninguém gosta de ficar “preso” em casa e muitos que estão trabalhando na rua estão com medo e temem pela sua saúde. Se coloque no lugar dessas pessoas e busque formas de deixar o momento mais leve. Ajude as pessoas a usar o seu tempo livre de forma mais produtiva e se adaptar à nova rotina.

Vá para o digital

Não pense apenas em redes sociais. De que forma o seu negócio pode continuar operando por meios digitais? Abrir um ecommerce? Iniciar um delivery? Consultoria online? Aulas de dança ao vivo, de forma remota? Happy hour virtual? Qualquer maneira de amenizar os efeitos da crise é bem vinda. Abuse da imaginação e não tenha medo de tentar coisas novas.

Estamos passando por um obstáculo que direta ou indiretamente impacta vários negócios, mas esta também é uma oportunidade de se reinventar. Podemos nos adaptar à mudança ou ficar pra trás e ser engolidos por ela.

Leia mais:

  • O que aprendemos de empresários chineses na crise
  • Comece a se conectar com o seu cliente
  • Priorizando tarefas de maneira inteligente

 

Se você leu até aqui e de alguma esse artigo te ajudou e fez sentido pra ti, compartilhe este artigo e me segue no instagram.

Se tu empreende e também estás sentindo os efeitos da crise, eu gostaria de entender como tu estás lidando. Comenta aqui embaixo e vamos trocar idéias 🙂